Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.upf.br/handle/riupf/1741
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorLerin, Carla-
dc.date.accessioned2019-09-13T23:47:49Z-
dc.date.available2019-09-13-
dc.date.available2019-09-13T23:47:49Z-
dc.date.issued2019-06-27-
dc.identifier.citationLERIN, Carla. A dupla invisibilidade das mulheres refugiadas: o paradigma do gênero como vulnerabilidade social. 2019. 75 f. Monografia (Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais). Curso de Direito. Universidade de Passo Fundo, Casca, RS, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.upf.br/handle/riupf/1741-
dc.description.provenanceSubmitted by Chaline Barbosa (chaline@upf.br) on 2019-09-13T23:47:49Z No. of bitstreams: 1 CAS2019Carla Lerin.pdf: 464584 bytes, checksum: 976fc6ca42875636994ad15467c5f4f3 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2019-09-13T23:47:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 CAS2019Carla Lerin.pdf: 464584 bytes, checksum: 976fc6ca42875636994ad15467c5f4f3 (MD5) Previous issue date: 2019-06-27en
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade de Passo Fundopt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectDireitos Humanospt_BR
dc.subjectGêneropt_BR
dc.subjectRefúgiopt_BR
dc.subjectVulnerabilidadept_BR
dc.titleA dupla invisibilidade das mulheres refugiadas: o paradigma do gênero como vulnerabilidade socialpt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
dc.contributor.advisor1Noschang, Patricia Grazziotin-
dc.description.resumoMuitas mulheres refugiadas sofrem durante a procura incessante por proteção e direitos humanos efetivos. Assim, faz-se necessário compreender se o paradigma do gênero contribui para a escassez da proteção legal, jurídica e social que deveria lhes ser concedida. Justifica-se a escolha deste tema, visto que, esta pesquisa é dotada de extrema importância, uma vez que o deslocamento forçado tem tomado grandes proporções e com ele os direitos humanos tornaram-se constantemente alvos de descumprimento, o que reflete de forma mais gravosa nas mulheres refugiadas. Para esta pesquisa, foram utilizados os métodos de procedimento dedutivo, bibliográfico e documental. Pelos quais, chegou-se ao resultado de que as mulheres refugiadas são duplamente invisíveis na busca por proteção, sendo que o gênero constitui um paradigma, que é aplicado pela sociedade, em forma de verdade, por meio do poder e utilizado como fator de dominação. Em adição, o refúgio também tem a capacidade de vulnerabilizar quem dele necessita, pois, a migração, mesmo que forçada, não é aceita de forma agradável por muitos Estados, o que, prejudica as garantias oferecidas por meio dos direitos fundamentais. Contudo, unindo-se o gênero ao refúgio, chegou-se à conclusão de as mulheres refugiadas carregam um peso exacerbado devido a sua condição de dupla invisibilidade, necessitando de políticas de proteção voltadas ao gênero, para que haja a efetiva garantia de seus direitos. Por fim, esta pesquisa poderá contribuir para que novos estudos sobre gênero e refúgio se constituam e que a partir disto surjam novas perspectivas sociais e a atenuação de antigos paradigmas, tais como o do gênero.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Direito - FDpt_BR
dc.publisher.initialsUPFpt_BR
Appears in Collections:FD - Curso de Direito - Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAS2019Carla Lerin.pdfMonografia Carla Lerin453,7 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.